Biografia


Ivo Túlio de Deus Poseidon de Sousa Fernandes-Fernandes Sambad Marques de Pombal McGinlay of Auchtermuchty Ibrahimovic e Almeida nasceu a 3 de Maio de 1438 na cidade de Thurso, no norte da Escócia.

Faz parte da casta dos imortais e é primo direito de Connor McLeod (com quem está de relações cortadas por causa de um jogo de bilhar em 1785). Filho de Finlay Almeida, o Ferreiro, por sua vez enteado de William McGunn, o Belo, irmão do lendário Craig McGunn, o Irascível. Actualmente, divide o seu tempo entre Lisboa e Novosibirsk, onde dirige um profícuo negócio de comércio de sabões, os sabões Almeida.

Os seus primeiros duzentos anos são iguais aos duzentos anos de muitas crianças imortais: quedas de precipícios, espadas a trespassarem-lhe o estômago, curativos e tudo está bem. Apenas em 1638 sai da sua Escócia Natal para ir a Praga ajustar contas com outro imortal, mas volta antes do jantar.

A sua chegada a Portugal ocorre a 1 de Novembro de 1755. Rezam as crónicas que terá entrado por Vilar Formoso e que a sua presença foi até sentida em Lisboa.

Três anos mais tarde vai para Paris estudar Leis. Torna-se amigo íntimo de Jean Jacques e Maria Emília Rousseau, sendo-lhe justamente atribuída a revisão final e paginação do Contrato Social. Permanece na Cidade-Luz durante quase cem anos, alternando o trabalho de taberneiro no Quartier Latin com a sempre exigente vida académica na Sorbonne. Em Paris ainda, tenta construir um estádio com o mesmo nome e chefia a revolta estudantil de 1789 (o Julho de 89 ou a Tomada da Pastilha) ao lado de Cohn Bendict e Maria da Fonte.

De regresso a Portugal, assina pelo Salgueiros e leva o clube à glória europeia. Insatisfeito e irrequieto, parte para a América do Sul, para a Terra do Fogo, de onde dirige o cinco de Outubro, do qual toma conhecimento por carta de sua mãe. Num estado de êxtase impressionante, atravessa a América de mota até Nova Iorque, de onde parte para o Alasca. Atravessa o estreito de Bering a nado, atinge Moscovo às 14.35 e daí apanha o trans- siberiano para Vladivostok. Impressionado com o seu engano, uma vez que queria ir para Lisboa, fixa-se em Novosibirsk por sessenta anos, onde frequenta a casa do grande vulto do cinema russo Andrei Tarkovsky.

Reconhecido criador de sombras chinesas, regressa a Portugal em 1974, a tempo de indicar o caminho para o Terreiro do Paço a Fernando Salgueiro Maia.

Tem como lema de vida a asserção "Ó Cristo, anda cá ver isto!" Nota: Sobre a extensa vida de Ivo, está ainda por aferir e confirmar se terá ou não sido Grão-Mestre do Priorado do Sião, num periodo de tempo em que Leonardo Da Vinci terá sofrido uma grave crise de salmonelas devido a uns carapauzinhos de escabeche que comeu numa tasca de um emigrante lusitano a residir em Florença, e ainda se terá ou não sido a musa inspiradora de J.R.R. Tolkien ao escrever a sua mais obscura e desconhecida obra, "O Senhor dos Coiratos".