dezembro 09, 2017

Bastonário da OA defende que os Advogados possam comentar os processos em público

Como escreveu Camões, «Fraco rei faz fraca a forte gente».
A proposta do Exmo. Bastonário da Ordem dos Advogados, visa nada de coisa alguma.

1. Inicialmente é apenas o reconhecimento de uma instituição perante a sua incapacidade de fazer cumprir a lei. Gera-se a triste perspectiva de que «se não os podes vencer, junta-te a eles», alterando a lei.
2. Num segundo âmbito de apreciação esta proposta iria apenas legalizar o que em termos factuais, já é diariamente operado.


Sou absolutamente contra a permissibilidade dos agentes da justiça de comentarem os processos.[Cfr. devidas salvaguardas do E.O.A.]. 

Hoje em “tertúlias jurídicas” atiram-se acendalhas para a fogueira onde a credibilidade do sistema de justiça estala.


Utilizando uma linguagem socialmente inclusiva, hoje, Advogados, Juristas, Magistrados, Juízes, e demais agentes da justiça, apresentam ao mundo o resultado final da partida. 
Como o fazem para um publico que não se espera entenderem as regras do jogo, os golos são sempre em fora de jogo, os árbitros ladrões e o resultado, esse, uma colossal Injustiça.


Que se lute por corrigir o que errado se pratica, não para legislar justificações.