Avançar para o conteúdo principal

O SILÊNCIO DE AUSCHTWIZ-BIRKENAU

Por mais fotos que se façam dos testemunhos de horror que o viajante encontra numa visita a este célebre campo de concentração nazi, não existe mais intensa experiência do que sentir aquele silêncio. Um silêncio cheio de ausentes-presentes.
Nem os pássaros cantam em Auschtwiz, ainda medrosos dos gritos, das lágrimas, do martírio de tantos milhões de inocentes, sacrificados por gente hedionda. Quem ali entrar, deixa de acreditar em Deus. Não pode ter concebido monstros tão ignóbeis tão longe da humanidade. Porém, é o silêncio que nos devolve a ideia de Deus. Aquele estranho e infinito silêncio feito de pranto, lágrimas, dor, e tanto sofrimento que se torna lição sobre a crueldade e chegam-me aos ouvidos as palavras de Hemingway, ao ouvir um sino longínquo, ‘não perguntes por quem os sinos dobram. Eles dobram por ti‘.


Mensagens populares deste blogue

Convivo com a prepotência do lucro, mas não insultem as pessoas

Haverá sempre pessoas que concordam voar na Ryanair, apesar das políticas laborais tirânicas, e a afronta à democracia, que a companhia utiliza. Aliás, até um governo se insensibiliza com essas práticas. As pessoas que discordam, como eu, optam por voar noutras companhias. Exercício simples.
Agora, a Ryanair termina com o transporte gratuito da bagagem de mão. É a primeira companhia que o faz, mas naturalmente, que se aplica o raciocino acima. Quem quer, usa. Quem não quer, obrigado não é. Igualmente simples. Todavia, o que me incomoda um pouco mais que a ignorância das massas, é a prepotência de quem tem absoluta convicção dessa ignorância, e tenta persuadir as tais massas, com justificações insultuosas para qualquer intelecto. E esse ponto é fatalmente alvejado, quando a Ryanair nos diz que - "a medida visa exclusivamente colmatar os atrasos dos voos", terminando que - "não é sequer expectável que a receita aumente". O que não aumenta por certo, é a minha paciênci…

Ministério Público acusa banda Metallica de plágio

Ministério Público abre inquérito à banda norte-americana Metallica, por plágio, tendo constituído por agora 4 (quatro) arguidos.
Um dos grandes êxitos que a banda apresentou no Altice Arena, poderá ser da autoria de artistas nacionais.
Minha casinha”, é a canção alegadamente plagiada, segundo o despacho de acusação do MP, proferido este fim de semana e, a que a agência Lusa teve acesso esta segunda-feira.

A obra descrita é exemplo da actividade ilícita da banda agora arguida, o que resulta do confronto da obra genuína alheia com a obra supostamente reproduzida pela arguida, "em co-autoria com os demais executantes da banda, sendo que tais obras foram analisadas através de perícia musical”, sustenta o MP.
A acusação diz que pelo menos foram 4 minutos em que os arguidos “dispuseram da composição musical alheia e da sua matriz, não lhe tendo introduzindo alteração ou arranjo algum, como se fosse sua e sem que com isso tenham criado obra distinta, genuínas e íntegra”.

Os arguidos …

Estupido? Com muito gosto!

Pessoal, eu aviso, e é como amigo que sou de todo o mundo. A partir de hoje, tenham muito mas mesmo muito cuidado quando a vossa forma de expressão para um amigo seja: "DASS ÈS GANDA ESTÙPIDO!!!". Porque, além de eu pessoalmente considerar uma frase querida, devo alertar que ontem á noite, uma amiga minha, telefonou-me, para me informar que no novo dicionário português, a palavra "estúpido" aparece descrita como "sexualmente atraente" Eu fiquei assustado, e pensei logo em telefonar para uns contactos (Principalmente, para os amigos) a fim de lhes contar, que por esta vez, já não os achava nada estúpidos. Infelismente, ainda não confirmei, com o dito livro, mas eu tenho confiança na minha amiga! È que até á data, dos muitos dicionários que tenho em casa, a palavra "Estúpido" vem sempre associada a uma pessoa com escassa inteligência. Por outro lado, se esta minha amiga pensa que "Estúpido" é ser sexualmente atraente, digamos que, mais a…