20 Apr 2017

Respeito todas as opiniões, ideias e concepções. Todavia, não discutam que a vacinação obrigatória para todos, é inconstitucional.
Não há interpretação alguma de na Constituição da República Portuguesa se colher essa leitura. Porque não se trata de cercear a independência de opção de cada um, mas antes de acautelar um bem comum, geral.
Certo é que «cada um é dono de dispor do seu corpo e da sua saúde», porém, a partir do momento em que a sua saúde contenda com a de outros, entramos na pendência do conflito entre o direito individual e o interesse colectivo.
Chegando a esse ponto, a resposta é óbvia, e o interesse colectivo deverá sempre prevalecer.