Avançar para o conteúdo principal

Em dia de Mitroglou, falo de Jonas

Desde muito pequeno que o futebol foi uma paixão. Fui federado a partir dos seis anos, passei por todos os escalões. Vários balneários, vitórias, derrotas, medalhas, taças, amigos, e definitivamente muitas experiências que sequer as consigo relatar sem chorar a rir.
Há amantes de futebol alienados pela finta, o drible. Pela velocidade. Pela potência de remate. Conheci inclusive alguns que ambicionavam rematar com estrondo à barra. Ver o ferro a sacudir após o som da colisão da borracha no metal. Depois passou a fibra. Praticavam CrossBar Challenge durante os jogos. Felizmente não eram assim tão rigorosos e marcavam alguns golos.
Ainda aqueles que apreciavam ver os Redes estáticos e vencidos a olhar para a bola entrar na baliza, petrificados incapazes de fazer com que o corpo correspondesse à visão. Os brincalhões das cuecas, claro. Os traquinas dos cabritos. O Ronaldinho a demonstrar-nos a partir de Barcelona a finta do elástico que se traduziu na ‘vírgula’ dos nossos tempos. Volta ao mundo, trivelas, letras e os vulgos ‘traços’.
Eu sempre fui bastante pragmático. Adorando tudo o acima descrito, há dois momentos ainda hoje me fazem saltar o meu pequeno coração.
O golo, e a Recepção orientada.
O golo por baixo, alto, de longe, calcanhar, de cabeça. Penalti. Querem ver-me sorrir, é agitar a rede. Fácil.
Estes disparates todos supra descritos eram só mesmo para dizer isto:
O Jonas tem uma recepção orientada fenomenal! (É que só eu ligo a isto!)

Mensagens populares deste blogue

Convivo com a prepotência do lucro, mas não insultem as pessoas

Haverá sempre pessoas que concordam voar na Ryanair, apesar das políticas laborais tirânicas, e a afronta à democracia, que a companhia utiliza. Aliás, até um governo se insensibiliza com essas práticas. As pessoas que discordam, como eu, optam por voar noutras companhias. Exercício simples.
Agora, a Ryanair termina com o transporte gratuito da bagagem de mão. É a primeira companhia que o faz, mas naturalmente, que se aplica o raciocino acima. Quem quer, usa. Quem não quer, obrigado não é. Igualmente simples. Todavia, o que me incomoda um pouco mais que a ignorância das massas, é a prepotência de quem tem absoluta convicção dessa ignorância, e tenta persuadir as tais massas, com justificações insultuosas para qualquer intelecto. E esse ponto é fatalmente alvejado, quando a Ryanair nos diz que - "a medida visa exclusivamente colmatar os atrasos dos voos", terminando que - "não é sequer expectável que a receita aumente". O que não aumenta por certo, é a minha paciênci…

Ministério Público acusa banda Metallica de plágio

Ministério Público abre inquérito à banda norte-americana Metallica, por plágio, tendo constituído por agora 4 (quatro) arguidos.
Um dos grandes êxitos que a banda apresentou no Altice Arena, poderá ser da autoria de artistas nacionais.
Minha casinha”, é a canção alegadamente plagiada, segundo o despacho de acusação do MP, proferido este fim de semana e, a que a agência Lusa teve acesso esta segunda-feira.

A obra descrita é exemplo da actividade ilícita da banda agora arguida, o que resulta do confronto da obra genuína alheia com a obra supostamente reproduzida pela arguida, "em co-autoria com os demais executantes da banda, sendo que tais obras foram analisadas através de perícia musical”, sustenta o MP.
A acusação diz que pelo menos foram 4 minutos em que os arguidos “dispuseram da composição musical alheia e da sua matriz, não lhe tendo introduzindo alteração ou arranjo algum, como se fosse sua e sem que com isso tenham criado obra distinta, genuínas e íntegra”.

Os arguidos …

Estupido? Com muito gosto!

Pessoal, eu aviso, e é como amigo que sou de todo o mundo. A partir de hoje, tenham muito mas mesmo muito cuidado quando a vossa forma de expressão para um amigo seja: "DASS ÈS GANDA ESTÙPIDO!!!". Porque, além de eu pessoalmente considerar uma frase querida, devo alertar que ontem á noite, uma amiga minha, telefonou-me, para me informar que no novo dicionário português, a palavra "estúpido" aparece descrita como "sexualmente atraente" Eu fiquei assustado, e pensei logo em telefonar para uns contactos (Principalmente, para os amigos) a fim de lhes contar, que por esta vez, já não os achava nada estúpidos. Infelismente, ainda não confirmei, com o dito livro, mas eu tenho confiança na minha amiga! È que até á data, dos muitos dicionários que tenho em casa, a palavra "Estúpido" vem sempre associada a uma pessoa com escassa inteligência. Por outro lado, se esta minha amiga pensa que "Estúpido" é ser sexualmente atraente, digamos que, mais a…