21/12/2016

Educação para a abstinência sexual nas escolas?

Quando era mais novo não apreciava especialmente a «fanfarra dos bombeiros». Achava a música uniforme e repetida. Contudo com o tempo ganhei alguma consideração não pela música, mas pelo facto de enquanto o Corpo de bombeiros desfilava pelas avenidas com o seu compasso musical tão próprio, significava então que não haviam incêndios por extinguir, pessoas por auxiliar, e isso tranquilizava-me o espirito de algum modo.

Nessa perspectiva, também me sinto pretensioso por viver num país onde os dilemas fracturantes deste são tão periféricos e estreitos que se permite que uma juventude partidária se possa debruçar sobre a «Educação para a abstinência sexual nas escolas».
Que orgulho sinto...