julho 28, 2016

TÁCTICA DO JORGE JESUS APLICADA À POLÍTICA

Pela primeira vez em alguns anos encontramos um executivo a arraigar posição à gestão orçamental imposta por Bruxelas.
A subserviência de outrora foi hoje humilhada com o recuo de Bruxelas.
António Costa disse ontem que processaria Bruxelas caso deliberassem multas a Portugal, nem que fossem de € 0,50.
A Direita, tantas vezes na pessoa de Pedro Passos Coelho, desceu do alto da sua revolta, com uma mochila de frustração às costas e vociferava a cada objectiva de luzinha vermelha: «As sanções vêm aí e a culpa é do actual governo porque nos está a conduzir para o desastre e o anterior governo não tem nada a ver com isto!»
Hoje acordamos com esta boa notícia, e já fui ouvir o discurso do PSD: «As sanções não foram aplicadas porque os resultados do nosso governo foram fantásticos e agora o novo governo tem de ter cuidado para não estragar tudo!».
Gosto de política na proporcional constante do quando odeio politiquice. Isto é politiquice. Desonestidade intelectual, disciplina de pensamento carente de bom senso.