junho 29, 2016

Tudo menos Justiça

Pode ser condenação, mas não aceito que lhe chamem Justiça.
Enquanto na aplicação da pena se descorar o «princípio da proporcionalidade» aquando crimes de injúria, difamação, devassa da vida privada, praticado por meios de comunicação social, estaremos a transpor a mensagem que vale a pena o crime.
Pelo menos enquanto o proveito monetário das capas de jornais falaciosas e dos títulos fraudulentos, se sobrepuserem abissalmente ao valor das multas aplicadas.