junho 08, 2016

Sempre na lei, naturalmente sem vergonha

O Dr. Paulo Portas, após quatro irrevogáveis anos em que se patenteou como o arauto da diplomacia económica, aparece agora no topo de uma das mais soberanas empresas do panorama nacional. É um uso, já reiterado, e segue de encontro ao trilho de vários políticos portugueses. A última foi Maria Luis Albuquerque. De pronto se elevam em vozes de justificação inofensiva apontando a uns quantos decretos-lei, onde asseveram não existir ilegalidade alguma. Eu posso assegurar com manifesta acrimónia e precisão que é verdade, não existe incompabilidade legal alguma.
Da mesma forma que não existe vergonha.