Avançar para o conteúdo principal

José Rodrigues dos Santos - «O FASCISMO TEM ORIGEM NO MARXISMO»

A viajar para norte, parei numa estação de serviço e fui dar uma vista de olhos nos jornais do dia. Na capa de uma revista, José Rodrigues dos Santos dizia, «Como não há os livros que gostaria de ler, escrevo-os eu».
Não me aguentei e li a entrevista do “Pivot que pisca o olho”, para confirmar a declaração. Lá estava. Na íntegra, e nem uma vírgula a mais.


1. Há sensivelmente dois anos, travestiu uma entrevista num debate, onde violou 2546 princípios do código deontológico dos jornalistas, e pelo caminho, ainda findou apoucado humilhantemente em horário nobre por José Sócrates.


2. Após replicar arrogantemente no Facebook que era produto de uma formação jornalística superior, no museu dos coches, repetiu a heroicidade do desfaçamento ao louvar o assassínio de Manuel II, último Rei de Portugal.


3. Não saciado desta odisseia de despautérios, arremessa em directo uma estirada à la PNR, dizendo que «O deputado mais velho tem 70 anos e foi eleito - ou eleita - pelo PS», aquando o deputado do PS em questão era Alexandre Quintanilha - homossexual assumido, casado com o escritor Richard Zimler.


4. Li todos os livros de José Rodrigues dos Santos, e ainda aguardo pacientemente que alguma mente superior à minha, demonstre a este coração impenetrável um que seja afinal, um romance.


5. Tenho de destacar o «Anjo Branco», que principia com o nascimento de uma criança com a particularidade um deter um pénis enorme. Leva-nos por um capítulo inteiro a traçar o avantajado penduralho da criança, aquele portentoso órgão sexual e como as vizinhas o admiravam, todavia, no capítulo imediato revela. Ele (autor) é a criança. Pura classe.


6. Os últimos três livros que redigiu, que continuam a não ser romances, são mais desaforadamente apologias de uma paupérrima ideologia política de direita retrograda, retirados de um conceito anti-esquerdista primário.


7. Quando sentimos que nada mais José Rodrigues dos Santos poderia acrescentar a esta bula de contra indicações verbais, surge a máxima - «As pessoas não sabem, mas o Fascismo tem origem no Marxismo».


Outra vez ao lado.
Arguir que essa relação revela uma “origem” ideológica análoga, seria tão incongruente como considerar que por Mário Soares e Durão Barroso terem sido marxistas na sua juventude, o PS e o PSD partilham a mesma origem ideológica que o PCP. Extraordinário.
O antagonismo entre os seus defensores não precisa de muito mais ilustração do que os milhões de mortos, dos dois lados, na batalha de Estalinegrado.
É mais certo afirmar que Passos Coelho e António Costa repartem um conjunto de ideias sobre política (apesar das diferenças diariamente enunciadas) do que descobrir um tronco comum de pensamento entre Álvaro Cunhal e Oliveira Salazar.
Parece-me que José Rodrigues dos Santos tende a “colonizar mentalidades com o que escreve”, o que foi naturalmente fantástico para o Messias, mas torna-se desapropriado para alguém que teima em não se vincular à verdade no que diz, porque tem um ódio de estimação à esquerda.
É um discurso que não é só um erro, mas ainda, um perigo para a cultura democrática.
José Rodrigues dos Santos tem-se exposto como uma personagem absolutamente regular do mediatismo nacional.
Porque consegue ser um péssimo jornalista, um péssimo escritor, um péssimo historiador e, se lhe derem uns búzios para a mão, era menino para ser pisa-papéis no escritório do Bruxo de Fafe.
Jorge Jesus dar-lhe-ia uma abada a recitar Lusíadas. Péssimo.




Comentários

Mensagens populares deste blogue

Convivo com a prepotência do lucro, mas não insultem as pessoas

Haverá sempre pessoas que concordam voar na Ryanair, apesar das políticas laborais tirânicas, e a afronta à democracia, que a companhia utiliza. Aliás, até um governo se insensibiliza com essas práticas. As pessoas que discordam, como eu, optam por voar noutras companhias. Exercício simples.
Agora, a Ryanair termina com o transporte gratuito da bagagem de mão. É a primeira companhia que o faz, mas naturalmente, que se aplica o raciocino acima. Quem quer, usa. Quem não quer, obrigado não é. Igualmente simples. Todavia, o que me incomoda um pouco mais que a ignorância das massas, é a prepotência de quem tem absoluta convicção dessa ignorância, e tenta persuadir as tais massas, com justificações insultuosas para qualquer intelecto. E esse ponto é fatalmente alvejado, quando a Ryanair nos diz que - "a medida visa exclusivamente colmatar os atrasos dos voos", terminando que - "não é sequer expectável que a receita aumente". O que não aumenta por certo, é a minha paciênci…

Ministério Público acusa banda Metallica de plágio

Ministério Público abre inquérito à banda norte-americana Metallica, por plágio, tendo constituído por agora 4 (quatro) arguidos.
Um dos grandes êxitos que a banda apresentou no Altice Arena, poderá ser da autoria de artistas nacionais.
Minha casinha”, é a canção alegadamente plagiada, segundo o despacho de acusação do MP, proferido este fim de semana e, a que a agência Lusa teve acesso esta segunda-feira.

A obra descrita é exemplo da actividade ilícita da banda agora arguida, o que resulta do confronto da obra genuína alheia com a obra supostamente reproduzida pela arguida, "em co-autoria com os demais executantes da banda, sendo que tais obras foram analisadas através de perícia musical”, sustenta o MP.
A acusação diz que pelo menos foram 4 minutos em que os arguidos “dispuseram da composição musical alheia e da sua matriz, não lhe tendo introduzindo alteração ou arranjo algum, como se fosse sua e sem que com isso tenham criado obra distinta, genuínas e íntegra”.

Os arguidos …

Estupido? Com muito gosto!

Pessoal, eu aviso, e é como amigo que sou de todo o mundo. A partir de hoje, tenham muito mas mesmo muito cuidado quando a vossa forma de expressão para um amigo seja: "DASS ÈS GANDA ESTÙPIDO!!!". Porque, além de eu pessoalmente considerar uma frase querida, devo alertar que ontem á noite, uma amiga minha, telefonou-me, para me informar que no novo dicionário português, a palavra "estúpido" aparece descrita como "sexualmente atraente" Eu fiquei assustado, e pensei logo em telefonar para uns contactos (Principalmente, para os amigos) a fim de lhes contar, que por esta vez, já não os achava nada estúpidos. Infelismente, ainda não confirmei, com o dito livro, mas eu tenho confiança na minha amiga! È que até á data, dos muitos dicionários que tenho em casa, a palavra "Estúpido" vem sempre associada a uma pessoa com escassa inteligência. Por outro lado, se esta minha amiga pensa que "Estúpido" é ser sexualmente atraente, digamos que, mais a…