08/04/2016

Bofetadas que não passam de promessas

E é isto a política. Promessas que não passam do papel, (e modernices), algumas finam-se numa rede social. É isto que a descredibiliza visceralmente.
A política nacional está como o F.C. Porto. «Bateu no fundo». Fez um estrondo, ressoou até lá acima, e desembaraçam-se chacotas e raspanetes à nossa classe politiqueira.
Hoje aqui venho, arraigado da agudeza do “Garanhão Italiano, Rocky Balboa”, e apelo, honrem as promessas!
Quem mais senão o Ministro da Cultura para evidenciar a Arte(!) e Tradição(!) tão lusitana de “enfiar” um par de sopapos, virar costas e vociferar lá do fundo, «Nem tu nem ninguém, meu cabrão!»