04/10/2015

Que vença a democracia

Está naturalmente cumprido o meu dever cívico.
Em consequência dos princípios que há 41 anos foram com bravura conquistados, é justo enaltecer que hoje é o dia maior da democracia. Temos de triunfar contra a abstenção.
A redução desta será sempre observada, com uma enorme jubilação, para qualquer democrata, independentemente das suas convicções políticas ou partidárias.
É o voto que concede a verdadeira liberdade individual de cada cidadão, fundando a vontade colectiva.
Por ora, devemos lutar para que a abstenção caía.
Que vença a democracia!