agosto 07, 2015

Pode não ser assim tão mau

Domingo joga-se no Algarve o jogo que há muitos meses tenho dito que só o Benfica tem a perder. Os efeitos que uma derrota contundente poderá trazer ao Benfica fantasmas que terão manifestamente um peso superior e mais duradouro, a uma derrota do Sporting.
Piorando o cenário Benfiquista, em resultado dos jogos de preparação, apresenta-se hoje um clima de euforia do lado Sportinguista, e muitas dúvidas e depressão do lado Benfiquista.
Contudo, e desta vez, tenho para mim que a diferença entre as equipas não será da dimensão da divergência entre ânimos dos seus adeptos e simpatizantes, ou mesmo das exibições.


Por facciosismo ou crença, forço-me a relevar o factor México, onde a diferenciada oxigenação impossibilita a prática do futebol à velocidade europeia, onde todas as equipas necessitam de largos meses e terapias de adaptação.
E daí retiro que o Benfica no Domingo, apesar das muitas fragilidades que ainda denota, fisicamente se irá apresentar bastante melhor do que temos observado. Sendo este jogo o primeiro, uma forma física um tanto melhor é sem dúvida uma valência que deve equilibrar o campo.
Pode não ser assim tão mau.