julho 02, 2015

Fim da União Europeia

Não sou um EuroCéptico, contudo estou hoje compenetrado que é aplicada uma política económica que potencia a subserviência, controlo, e intimidação de determinados Estados-Membros.

Essa política, afasta-nos assim dos objectivos iniciais de unificação dos Estados da Europa, que se lê nos tratados edificadores da União Europeia.
Hoje, são absolutamente inaceitáveis os estatutos do BCE, que se permitem a uma regulação dos juros por agências de Rating sediadas nos EUA de forma a demonstrar a distância da promiscuidade, mas que no fim, são de capital inteiramente alemão.

Deliberam em conformidade com indicações desta segunda.
Não há nenhuma ajuda externa actualmente. Existe somente um país que usa um banco para enriquecer através dos juros que aplica, tendo outros como cúmplices e, chegando ao cúmulo de contrair empréstimos a juros negativos(!).

Urge alterar os Estatutos do BCE, de forma a reflectir de vez uma verdadeira instituição de salvaguarda. Caso contrário, não existe União Europeia.