02/12/2012

August Rush

‘August Rush’, sei que não é um filme propriamente recente, mas um tanto intemporal no conteúdo. Talvez até eu tenha sido geneticamente programado para apreciar esse teor, mas o que comento agora é diferente. Intemporal sim, na medida em que retrata um Grande amor, uma enorme paixão, com uma tremenda dedicação. Um porquê de vida, como são os ‘amores’ daquelas pessoas especiais que têm coração suficiente para isso. Em resultado, uma lição emprestada por uma criança de doze anos a todos nós.
Não podia deixar de finalizar o escrito com uma passagem que se encaixa como das melhores de sempre. (2:46 – vídeo)


- ‘What do you want to be in the world? I mean the whole world. What do you want to be? Close your eyes and think about that.
 

- ‘Found…’