outubro 16, 2012

Rui Rangel - Benfica

Caros consócios,

É desígnio da nossa candidatura recuperar os valores, a grandeza histórica, a vida e essência que marcaram o Sport Lisboa e Benfica. O desafio é enorme, a situação difícil, mas temos a paixão, a entrega, as ideias e o projeto adequado.

Construiremos uma equipa vibrante, apostaremos na formação, queremos ver, no futuro jovens portugueses guindarem-se à nossa equipe principal. De
acordo com a nossa história, a nossa identidade, a matriz que já foi nossa.

Pugnaremos por um modelo económico líder que nos permita ser uma referência no desporto Português. Dotaremos o clube duma estrutura profissional e de vanguarda (e de benfiquistas) e voltaremos a ser uma força desportiva capaz de trazer sonho, paixão e alegrias (como no passado) aos sócios fazendo do Benfica uma instituição inexpugnável e liderando pelo exemplo – vergonha é não ser um exemplo.

O Benfica será propriedade dos sócios, para sempre, e dotado da estabilidade necessária que nos permitam voltar a ser um dos maiores clubes europeus, também no Século XXI.

Recebemos das nossas glórias, e em especial de Cosme Damião, uma herança única e indiscutível. Somos obrigados a ser leais aos nossos valores e à nossa história. O nome do Benfica tem que ser admirado e respeitado, o nosso estilo será baseado no talento, no esforço, e na busca permanente da vitória. Emocionar, vencer e convencer.

A este propósito, não podemos ignorar o momento difícil que todos no nosso país vivem. O Benfica não pode ignorar as dificuldades de tantos Benfiquistas, e esta dimensão solidária será um desígnio fundamental do nosso projeto. A solidariedade e um projecto social são marcas indeléveis da mística Benfiquista.

Os Benfiquistas têm que estar mais do que nunca unidos para levar em frente este projeto. Contra o desencanto, com trabalho e com dedicação. Juntos vamos recuperar a paixão. Os sócios todos juntos construirão um grande projeto transparente e ganhador.

Rui Rangel