24/04/2012

O comum espaço real entre as lições e o arrependimento

O sentimento revoltante da injustiça, que consome o estômago, corroendo as entranhas com a azia da infantilidade, de quem deu e mostrou para ser entendido, mas apenas foi avaliado. Temo que seja este, afinal o 'passo grande demais', Urge cautela e explicação, ou estou eu na eminência de ter descoberto «o comum espaço real entre as lições e o arrependimento.» Let's mingle.

14/04/2012

Dóis-me

Dói-me. Dói-me muito. E não sei onde. Dói-me quando olho para ti, quando te vejo já ao longe, de anel encarcerado entre os teus dedos tão monstruosamente pequeninos. Dói-me saber que só te volto a ver quando já for tarde, e quando a dor se cansar de tanto me cansar. Tenho as mãos suadas e o coração a transpirar de tanto dar voltas e revira-voltas.
Dava tudo para saber estancar o palmo e meio de rasgo que me fazes na carne, não para o fazer, mas só para saber como actuar em caso de extrema urgência, que de urgência já eu vivo.
Dói-me muito, mas não sei onde. Se agora mesmo entrasse nas portas cansadas de um qualquer hospital, ficaria dia e meio para explicar onde e o que me dói. E ainda assim, dia e meio depois, estaria exactamente no mesmo ponto da conversa. Estaria de frente para uma bata branca, curvado de dores, de soro a violar-me o braço e o sangue, e de coração semi-risonho, como uma criança que faz das suas e olha para o lado para que ninguém a veja. "Juro que me dói senhor doutor, juro-lhe." De que vale explicar uma dor a quem nunca a sentiu?
A dor que me causas passa os limites de cinco países juntos.
Apetece-me beber-te a conta-gotas.
Dói-me. Dói-me muito. E quando me disseres onde, vai doer-me muito mais.

12/04/2012

09/04/2012

Sporting - Benfica


Hoje o Benfica perdeu com o Sporting. Não me falem de árbitros, nem mesmo do tal penalti ao primeiro minuto que todo mundo viu que existiu. Não falem disso, porque depois do Benfica jogar como jogou, isso deixa de ser argumento. Não pode ser, nem pode haver argumentos para justificar há 2 meses estarmos com 4 pontos de avanço e hoje estamos com 5 de atraso. Argumento só há um, e chama-se Jorge Jesus. Deixem-me a liberdade de pensar que quando Jorge Jesus, depois do jogo de hoje, justifica toda a péssima exibição com um penalti que não foi marcado, não pode ser treinador para o Benfica. Um dos dois viu um jogo diferente. Eu vi uma equipa má, a ganhar a uma equipa péssima. Tudo o resto, toda esta dor e desilusão de um Benfiquista, fica amarga quando se perde um jogo contra uma equipa como o Sporting. Haveria tanto para falar hoje, tanto que qualquer Benfiquista podia dizer, a começar na dualidade de critérios, passando pelo jogador Pablo Aimar, que deveria receber o prémio de Fair play, e foi pioneiro no castigo de 2 jogos de suspensão precisamente em Braga e Sporting; Poderíamos até falar da derrota do Marítimo, abrindo caminho para o 4º lugar ao Sporting, mas não. Jorge Jesus com as exibições que faz, não permite sequer que levantemos a cara para falar de tudo isso que vai ficando na garganta de todos os Benfiquistas. Retira-nos a moral para manifestar o óbvio! Chega. O risco de momento é a ilusão que os adeptos do Sporting estão a passar, mas quanto a isso, a queda vai ser como todas as outras habituais.
Enfim, um Benfica que joga assim, merece tudo menos ser Campeão.

07/04/2012

Chega!

Só uma coisa... 'Ganhas-te', 'Perdes-te', 'Andas-te', 'Corres-te'... e por aí fora, NÃO EXISTE! Isto NÃO é justaposição! Vá lá...