29/02/2012

Ingratidão

Há realmente características que poderiam ser abolidas da capacidade do ser humano. A ingratidão é para mim a de mais difícil digestão. Compreendo os dias maus, as semanas más, e até mesmo o mês que não correu bem. Compreendo que os dias maus se possam transformar num discurso mais rude, numa presença mais fria, e até mesmo num olhar acusatório de tudo o que mexe. Ainda assim, não compreendo que situação alguma dê lugar á Ingratidão. Ingratidão é a traição, é o meu ser conservador em luta com a injustiça liberal e desonesta. Sou um homem de lei, mas acima de tudo um homem de justiça. Baseio as minhas opções e relações, muito pela fasquia da justiça, do ‘ser justo com’. Ingratidão faz-me gerar a visão de insegurança de um mundo cão, onde já não mais há valores, princípios e condições. Não se pode ser ingrato, sem se estar sob pena de um julgamento profundo, que se relaciona por inteiro com um intimo egoísta e desenquadrado de um mínimo senso e conceito de sociedade. Pelo menos por mim. Mas afinal, quem sou eu?

EMEL


Como me regozijo em ser notiticado de forma a que o envelope até pode (quem sabe) ter voado por esses ares de Lisboa! Na realidade, a 'competência para', e a 'autoridade do' assim como os valores dos processos executivos têm mesmo de ser revistos.

25/02/2012

Revisões ao Código Penal e Código de processo penal


Está confirmado que dentro de aproximadamente um mês, o código de processo penal, e o código penal, irão sofrer algumas alterações intercalares. Na revista em questão, entendo em que todos os temas a que se propõe alteração, são de há muito, temas que urge uma re-análise na procura de solução á morosidade do actual sistema judicial. Desta forma, incidem os temas na 'Aplicação das medidas de coacção', assim como o da 'Possibilidade das declarações dos arguidos prestadas perante advogado e magistrado do ministério público ou judicial serem válidas em julgamento', o 'Regime de prescrições', e ainda os 'Efeitos dos recursos' e 'Eliminação da aclaração'. Os pontos chave foram tocados, e agora é questão de aguardar que a materialização destas alterações se manifestem no resultado desejado, colmatando as lacunas ás quais esta alteração se propôs.

04/02/2012

A vida num sopro

Mais um. Luís, Amélia, Joana, Capitão Mário Branco, Francisco, e mesmo a D. Beatriz, vão deixar saudades.