fevereiro 13, 2011

Relações

A pensar em como me entristece que algumas pessoas inscrevam as suas relações no caderno do «deve», «haver» e «o que há-de vir», e não no da amizade e afinidade. Esquecem-se que há outras que fazem o mesmo, pelo que acabando-se o interesse, abre-se a porta para a sua saída. Ou seja, são «amigos» a termo!