03/02/2010

Vitor Espadinha

Julgo que Vitor Espadinha é, de certeza o mais multifacetado artista português. é um péssimo cantor, mas também um péssimo actor, um péssimo apresentador de televisão, e, se o tivessem deixado, estou convencido de que tinha todas as condições para ser também um péssimo toureiro. O trabalho de Vitor Espadinha que mais estimo é a canção sou portuga, em que a certo passo, Espadinha murmura: "E na tropa/sempre fui alferes./Nunca fui / um desses quaisqueres./ Um daqueles/'Vai ali','Já vou'/Sou portuga..." À milésima vez que se ouve, continua a ter piada.