27/01/2008

Ivo

Eu já perdoei erros que julguei imperdoáveis… Em tempos já tentei substituir, pessoas que só por si, só pelo o que fomos, eram insubstituíveis… E pior que tudo, esquecer pessoas inesquecíveis. Já fiz coisas por impulso, já me decepcionei com algumas pessoas, que nunca pensei que o fizessem… mas também já decepcionei muitas pessoas. Já abracei para proteger… já me ri de assuntos tão sérios quanto o que sentia por ela… Não devia… Já fiz amigos eternos, já amei e fui amado, já amei e fui rejeitado… Mas também quando já fui amado e não soube amar… Já gritei e pulei de tanta felicidade, quem sabe por estar contigo… quem sabe por ter vivido… Já vivi de amor! E fiz juras de amor eterno que vieram a soltar-me lágrimas de sangue… Já chorei a olhar para fotos e a ouvir música! … Já telefonei, só para ouvir uma voz do outro lado… Já me apaixonei por um sorriso… Já pensei que fosse morrer de tanta saudade, e tive medo de perder alguém especial…lol … acabei por perder... … Sobrevivi e ainda vivo… Não passo pela vida, e tu também não devias passar, pois o passado faz a nossa história e o presente pode fazer a nossa felicidade. Aprende-se muito… Aprendi muito, com pessoas certas, e com a dor por demais… Bom mesmo é ir á luta com determinação…Abraçar a vida e viver com paixão… É perder com classe e vencer com ousadia… Pois o mundo pertence a quem se atreve… Atreve-te…contra tudo… contra um passado…! Porque a vida é muito para ser insignificante! Velho, não sou... mas já sofri bastante, já vivi tanto e isso é um motivo de orgulho!


Ivo Almeida

Dúvidas ao Pai Natal

Desde já, devo um pedido de desculpas, pois esta ausência, foi das longas, mas infelismente a grande época de exames, não me deu descanso. O importante é que de novo, vim para vos dizer qualquer coisa, e desta vez, vou colocar umas questões que me fazem alguma espécie destinadas, pois está claro, ao Pai Natal.

Penso que são todas aquelas perguntas, que todos nós já fizemos um dia, mas ninguém se sentiu á vontade com o senhor das barbas para as colocar. Aqui não há silêncio, e tal quem nem novo bastonário dos advogados, as verdades são para ser ditas, e perante isto, aqui me apresento:



1 - É por o pai natal ser da lapónia que na consoada ele "lá põe" as prendas?

2- O pai Natal usaria barbas se tivesse aparecido primeiro numa publicidade da pepsi, a bebida da "nova geração"?

3- O pai Natal que está no colombo é o mesmo pai Natal que está no Harrods?

4- O pai Natal vai pouco a África, por cause dos choques térmicos?

5- Se o pai Natal nos entra pela chaminé a 24 de Dezembro, quem nos diz que não os faz nos outros dias?

6- E quem nos garante que nos outros dias ele não tira, em vez de pôr?

7- O pai Natal usa sloggis ou fio dental? Truces ou boxers?

8- O pai Natál é pai de quem? As filhas do pai Natal serão as "Natinhas"?

9- Quem é o Pai do Pai Natal? O camilo de Oliveira? O meu professor de história do Direito?

10 - As renas do Pai Natal são mesmo dele, ou são alugadas no REN-A-CAR ?

11- Quanto é que a Gnr recebe para fechar os olhos ao exesso de carga no trenó?

12- O calimero dava-se com o Pai Natal?

13- Alguém acredita que as faces rosadas do pai Natal, só se devem a ingerir Coca-Cola?

14- Os sindicatos não reclamam do patronato por nunca mais reformar o homem?

15- Será com o dinheiro das publicidades que o Pai Natal compra as prendas paras os meninos?

16- A claustrofobia é ter medo do Santa Claus?

17- Se antes as prendas vinham do Menino Jesus e agoram vêm do Pai Natal, isso quer dizer que o velho as fanou ao garoto?

18- As manias do Michael Jackson não são demasiado parecidas com as do Pai Natal?







Ivo Almeida